terça-feira, 12 de abril de 2011

Hering é um dos nomes favoritos no setor de consumo, destaca Itaú BBA

Hering kids

Crescimento da Hering Kids pode valorizar as ações da empresa em até 15%

São Paulo – A Hering continua a ser uma das melhores companhias em termos de risco-recompensa no setor de consumo da América Latina e foi classificada pela equipe de pesquisa do Itaú BBA como um dos nomes favoritos entre as empresas de varejo de vestuário da região, principalmente por conta das perspectivas de crescimento saudável e alto retorno sobre o capital investido.

Em relatório, as analistas Juliana Rozenbaum e Francine Martins do Itaú BBA elevaram nesta segunda-feira (11) em 9,7% o preço-alvo para as ações ordinárias da Hering (HGTX3) até o final de 2011, de 32,20 para 35,40 reais, o que representa um potencial de valorização de 16,3%. A recomendação foi mantida em outperform (performance acima da média do mercado).

Segundo o Itaú BBA, a Hering reportou no primeiro trimestre de 2011 mais um resultado “estelar” de crescimento nas vendas, atingindo um avanço de 44,8% na comparação anual. Somente as vendas mesmas lojas tiveram expansão de 23% frente à igual período visto um ano antes.

Como ainda não há sinais de desaquecimento nas vendas, o Itaú BBA projeta um aumento de 18% nas vendas mesmas lojas no acumulado de 2011, mesmo tendo incorporado um cenário macroeconômico mais conservador.

Juliana Rozenbaum e Francine Martins destacam ainda em relatório que os avanços nos preços do algodão no mercado internacional elevam a pressão sobre os custos da Hering. Contudo, “nós continuamos a acreditar que a alavancagem operacional irá permitir uma ligeira alta na margem Ebtida da companhia”, estimam as analistas do Itaú BBA.

A companhia chegou ao fim de março com 350 lojas Hering Store, três a mais do que em dezembro de 2010, além de 78 lojas PUC, duas Hering Kids e uma da marca dzarm.

Apesar do entusiasmo com as novas lojas da Hering Kids (que devem atrair novos consumidores), o Itaú BBA ainda aguarda pelo anúncio do projeto de implantação completo da companhia. “Estamos confiantes de que o projeto é iminente e que o potencial desta loja direcionada ao público infantil é no mínimo significante”, avaliam.

Com base nas projeções do Itaú BBA, a Hering Kids poderá adicionar 5,30 reais sobre o valor de cada ação da Hering. Isso representaria uma valorização adicional de 15% em cada papel da empresa.

Fonte: Revista Exame. Ed. Abril

Nenhum comentário:

Postar um comentário