quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Apple adere à nuvem e apresenta iCloud com outros nove serviços



Teve Jobs, diretor-executivo da Apple, apresentou um novo serviço baseado na computação em nuvem, o iCloud, que será compatível com todos os dispositivos da fabricante. O anúncio aconteceu no Apple Worldwide Developers Conference 2011, que acontece em São Francisco, EUA. A apresentação do serviço foi feita para cerca de 5.200 pessoas, logo após o anúncio do novoMacOS Lion e do iOS 5, os novos sistemas operacionais para computadores e dispositivos móveis da Apple, respectivamente.

Apple centraliza suas informações na nuvem

Jobs começou a apresentação do iCloud dizendo que há 10 anos ele acreditava que o computador se tornaria uma espécie de "hub" na nossa vida, guardando as fotos, músicas e várias outras coisas relativas a nossa vida. "Basicamente você vai sincronizar qualquer coisa no seu Mac e eles funcionarão bem", prometia.
No entanto, pelo fato de os dispositivos eletrônicos sempre mudarem, Jobs revelou que a empresa nunca conseguiu criar um sistema que funcionasse perfeitamente.
Como a demanda atual é a de ter 'tudo o que você tiver de conteúdo em qualquer lugar e a qualquer hora', a equipe de desenvolvedores da Apple procurava uma solução para acabar com o trabalho de sincronização entre tantos os aparelhos.
"Então nós achamos a solução para esses problemas. Nós vamos transformar os PCs e os Macs em simples dispositivos", disse Steve Jobs. "Nós vamos mover esse hub digital, o centro da sua vida digital, para dentro da nuvem". Com essas palavras Jobs apresentou o novo iCloud, que armazena todo o conteúdo que você tiver em todos os seus aparelhos em um enorme servidor, utilizado como 'nuvem'.
O serviço, uma evolução do MobiliMe, aposentará o antigo serviço e será disponibilizado para todos os usuários gratuitamente (que, inclusive, terão acesso a uma conta com 5Gb gratuitos e e-mail @me.com).

Novo serviço sincronizará seus contatos, calendários e e-mails em todos os dispositivos compatíveis

O sistema é constituído por nove serviços, que serão responsáveis por sincronizar automaticamente seus contatos, calendários, e-mails, músicas, apps e livros comprados, além das fotos e vídeos, e das configurações dos dispositivos e dos aplicativos. Outro detalhe é que a sincronização dos dados é feita diariamente e apenas pela rede Wi-Fi. "Tudo acontece automaticamente e não há nada de novo para aprender. Tudo simplesmente funciona", declarou Jobs.
Os aplicativos que atualmente funcionam com o MobileMe serão refeitos para trabalhar com o iCloud, e por enquanto, como disse o diretor-executivo, o serviço ainda não funcionará em outras plataformas móveis.



G1.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário