sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Apple é a empresa que mais cresce em ranking de valor das marcas


Coca-cola continua sendo a marca mais valiosa do mundo, mas as empresas de internet e tecnologia são as que mais crescem. Das dez primeiras do ranking, sete são do setor


Uma pesquisa sobre o valor das principais marcas do mundo mostra que a Apple é a empresa que mais cresce no ranking, e pela primeira vez passa a integrar o grupo das dez marcas mais valiosas da mundo. O ranking "Melhores Marcas Globais", criado em 2000, lista as cem marcas mais importantes e influentes do mundo, e é atualizado anualmente pela Interbrand.


Na edição de 2011, a empresa fundada por Steve Jobs cresceu 58%, e saltou da 17ª para a 8ª posição, graças a suas inovações tecnológicas, principalmente com o lançamento do iPad em 2010. O mercado de tablets foi um fator importante para o ranking, já que a Amazon, que lançou recentemente um concorrente do iPad, o Kindle Fire, foi a segunda empresa que mais subiu, com 32% de aumento, atingindo a 26º colocação.

No topo do ranking está a Coca-cola, considerada a marca mais valiosa desde a primeira edição do estudo. "A Coca-Cola continua sendo relevante no seu 125º aniversário. A marca está viva e recebe enorme exposição através de patrocínios a eventos populares, como a Copa do Mundo. Segundo relatórios da empresa, consumidores em todo o mundo optam por um produto da Coca-Cola a uma taxa de mais de 1,7 bilhão de doses a cada dia", diz o documento.

Seguem a Coca-cola a IBM, Microsoft e Google. A Microsoft foi uma das poucas empresas do setor de informática que teve variação negativa - no passado, a empresa ocupava a segunda posição do ranking. Isso porque a empresa fundada por Bill Gates enfrenta forte concorrência do Google e dos sistemas operacionais móveis, como tablets e smartphones. Apesar disso, o sucesso do vídeo-game Xbox Kinect e uma futura parceria com a Nokia podem fortalecer a marca.

A lista das dez mais ainda conta com GE, McDonalds, Intel, Disney e HP. Entre as cem mais valiosas, as que mais perderam valor foram a Nokia (-15%), Nintendo (-14%) e a Volkswagen (-14%).

Segundo a Interbrand, o estudo do valor da marca é feito com base em três informações: o desempenho financeiro das empresas, o papel da marca na sociedade e a força da marca na opinião pública.




revistaepoca.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário