quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Publicidade: Natal já não é o que era


As campanhas de Natal representaram este ano menos 30 por cento em publicidade na televisão, conclui a OMG Consulting. Apesar da quebra, a grande distribuição e as indústrias alimentares, têxtil e de brinquedos aumentaram o seu investimento em 2011.

Em comunicado, a consultora refere que a grande distribuição mostra um acréscimo de investimento em campanhas de Natal na televisão na ordem dos 7 por cento, sobretudo protagonizado por hipermercados e supermercados, pela Worten e El Corte Inglés.

No que toca à indústria da alimentação, o investimento "mais do que triplica" em relação ao ano anterior. O principal destaque vai para produtos como bacalhau, queijos, azeites e chocolates.

Já no têxtil, a aposta é duplamente superior à de 2010 refere a OMG. O enfoque é também dado na associação com acções de solidariedade, como por exemplo, "o cachecol solidário".

Por sua vez, "com um aumento cinco vezes superior ao do ano passado em campanhas de Natal, surge a indústria de brinquedos e por fim as telecomunicações que apesar de serem o segundo sector com mais investimento em campanhas de Natal, regista uma redução para menos de metade do investimento efectuado no ano transacto nesta quadra, de resto em linha com a quebra verificada para o total do ano deste sector", conclui a OMG.

Modelo Continente, Worten, TMN, Optimus e Vodafone são as marcas que lideram o top de anunciantes com comunicação associada ao Natal. É importante realçar que ao nível do top 20 dos anunciantes, só a Worten, a Lactogal e a Procter & Gamble reforçaram o investimento publicitário nesta quadra.

No geral, o investimento publicitário televisivo de 2011 decresceu cerca de 3 por cento. Contudo, se analisarmos somente o período mais restricto, compreendido entre Outubro e 11 de Dezembro de 2011, (para campanhas de Natal e outros investimentos publicitários televisivos), verifica-se uma queda mais acentuada de 5 por cento.






Fonte: LPM

Nenhum comentário:

Postar um comentário