quinta-feira, 13 de setembro de 2012

TIM chama Vivo de "Morto" e leva advertência do Conar


Veiculado em jornal na Baixada Santista, anúncio foi suspenso.

A TIM teve um anúncio suspenso pelo Conar, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária, além de levar uma advertência do órgão, depois de ter provocado a Vivo em julho deste ano. Na propaganda, que foi veiculada em um jornal da Baixada Santista, a operadora chamou a concorrente de "Morto".

No anúncio, a TIM fazia uma comparação entre os serviços que oferece em telefonia fixa e os de sua principal concorrente. Na tabela, no espaço reservado à marca da concorrente, estava escrito "Morto".

Segundo o Conar, a Vivo imediatamente abriu uma representação na entidade reclamando que havia a possibilidade de consumidores associarem a palavra "Morto" à marca. A operadora argumentou que a propaganda era denigritória à sua imagem, considerando também que os termos da comparação não eram objetivos.
Ao receber a denúncia, o Conar recomendou a sustação do anúncio em caráter liminar, de forma que a propaganda não fosse veiculada durante a tramitação do processo.

Em sua defesa, conforme o Conar, a TIM explicou que a publicidade não havia sido submetida previamente ao departamento de marketing da empresa e que estava em desacordo com as práticas de comunicação da marca. Procurada por EXAME.com, a TIM não retornou o contato até a publicação.

Na última semana, por unanimidade de votos, o Conar decidiu manter a sustação da propaganda, adicionando uma advertência à TIM.





Nenhum comentário:

Postar um comentário