terça-feira, 16 de outubro de 2012

A Publique indica, hora da leitura!




Lançado pela editora Campus/Elsevier, o livro Muito Além do Merchan!, é o ponto de partida para qualquer pessoa que queira desenvolver seu lado criativo com efetividade e queira conhecer um pouco mais deste momento histórico de transformação do marketing e da comunicação. Numa leitura esclarecedora, este livro conceitua e explica, com exemplos, o que é a ferramenta product placement, diferenciando-a e esclarecendo como ela se difere do "merchan", ação publicitária que no Brasil ficou conhecida como anúncio de produtos em programas de entretenimento.

Como fazer se o número de pessoas que vem se comportando de forma cada vez mais desafiadora só aumenta? Gente que não se contenta mais em assistir apenas a um programa, um canal ou um meio. Gente que divide sua atenção em múltiplas plataformas e atividades simultâneas. Se o negócio da comunicação foi construído essencialmente em cima da venda empacotada da atenção das pessoas, como fazer se este é um recurso cada vez mais escasso? Como continuar impactando as pessoas se temos cada vez menos certeza onde exatamente elas estão, o que estão assistindo, o que diabos estão fazendo? Como atingir um alvo móvel? Como fazer para envolver e engajar esses garotos perdidos que estão cada vez mais dispersos e difíceis de encontrar? Atingindo-os no momento de dispersão.

Este livro é para todos os estudantes de comunicação, marketing ou cinema. Para os profissionais de propaganda e marketing, para os que atuam na indústria cultural e para todos que desejam conhecer os benefícios e desafios do uso do Placement para que possa utilizá-lo como ferramenta de marketing. Em meio a esta verdadeira revolução nos hábitos de consumo, o entretenimento é hoje o principal vetor de engajamento para as marcas conseguirem alcançar o coração das pessoas e, assim, conseguir envolver as novas gerações de consumidores, que não são mais tão facilmente encontrados pelos planos de mídia convencionais.   "Neste cenário de intensa transformação, há basicamente dois tipos de gestores. Há aqueles que costumam temer as mudanças e aqueles que temem justamente o contrário: que as coisas nunca mudem. Para constatar de fato a revolução acontecendo é preciso sair do seu mundinho com ar-condicionado e cafezinho. Em muitos casos, não é sequer suficiente perguntar aos consumidores o que eles pensam. É preciso vivenciar o habitat natural deste consumidor, seus hábitos, para então enxergar ali, na nuance, nas entrelinhas, no subjetivo, o futuro se escrevendo em tempo real.", afirmam os autores.

Na primeira parte do livro, os autores fazem uma análise do cenário em que a ferramenta cresce em importância estratégica e especificam todas as plataformas em que podem ser realizadas ações de placement (mídia impressa, televisão, cinema, musica, games etc.). Já a segunda parte abrange a ferramenta com o foco no cinema, a plataforma mais propícia para o placement, trazendo uma análise dos principais cases na história do cinema (Brasil e Mundo).

Para facilitar o entendimento dos leitores, os autores ainda apresentam um manual didático de uso da ferramenta: como planejar, aprovar e implementar uma ação de placement em cinema de forma eficiente e eficaz. Além disso, incluíram um capítulo sobre como a ferramenta já foi utilizada como aparato ideológico e instrumento de colonização cultural.





Nenhum comentário:

Postar um comentário