segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

QR Codes: Partners tinha proposto ideia à prefeitura do Rio e roubaram a ideia.

QR Codes: “Os nossos advogados estão a tratar disso”

A MSTF Partners apresentou à Prefeitura do Rio de Janeiro a ideia dos QR Codes em calçada portuguesa. Enviou uma proposta por mail, mas não houve desenvolvimentos. Até que viu a sua patente reproduzida por uma agência digital brasileira. O caso está já entregue a advogados, como disse ao Briefing o partner Lourenço Thomaz.
Briefing | Quando é que a Partners apresentou a ideia dos QR Codes em calçada portuguesa à prefeitura do Rio de Janeiro?
Lourenço Thomaz | A Partners apresentou os QR Codes à Prefeitura do Rio de Janeiro há dois meses. Tiveram muito interesse, mais tarde pediram-nos para enviar um mail e depois disso nunca mais tivemos notícias. Antes disso tínhamos apresentado os QR Codes em calçada portuguesa à Comissão de Festejos Brasil-Portugal para serem implementados no Rio de Janeiro e eles adoraram a ideia e disseram que iriam falar com a Prefeitura do Rio de Janeiro. Ainda há 10 dias apresentámos ao Presidente da Câmara do Comércio do Rio de Janeiro, que, mais uma vez, adorou a ideia.

Briefing | Qual foi a recetividade da prefeitura? Houve mais algum contacto depois dessa proposta?
LT | A recetividade foi muito boa. Adoraram a ideia e pediram uma proposta, que nós enviámos por mail.
Briefing | Alguma vez a Máquina PR e a Zóio entraram em contacto com a Partners?
LT | Nem a Máquina PR nem a tal de Zóio entraram em contacto connosco. Aliás, nem sei bem o que eles fazem... pelos vistos implementam ideias dos outros.
Durante este fim-de-semana recebi uma mensagem por Facebook de um Sidney Haddad que di< que é sócio da Zóio e que gostaria muito de falar comigo. Como é lógico não tenho nada a falar com esse senhor.
Briefing | Que medidas é que os vossos advogados estão a estudar?
LT | Nós, quando tivemos a ideia dos QR Codes em calçada portuguesa e antes de implementarmos em Portugal e em Barcelona (no dia de Portugal), pedimos aos nossos advogados para patentear a nossa ideia, porque achamos que é muito boa. E foi isso que fizemos, a ideia está registada em nome da MSTF Partners para o mundo inteiro e portanto, neste momento, os nossos advogados estão a trabalhar no sentido de proteger os nossos direitos.

Fonte: Briefing

Nenhum comentário:

Postar um comentário