quarta-feira, 9 de julho de 2014

Vídeos online deverão contar com maior publicidade em breve



A CBS é uma das maiores emissoras da TV americana que produz muitas séries que fazem muito sucesso não apenas lá, mas em todo o mundo. O chefe de pesquisa, David F. Poltrack, informou que a empresa começa a obter mais lucro com conteúdo online do que com conteúdo exibido na TV convencional atualmente.
De acordo com a CBS, ela obtém um lucro de 10 a 20% maior com as propagandas inseridas nos vídeos online. Com isso, a empresa visa aumentar a quantidade de propagandas nos vídeos para aumentar ainda mais esse lucro. É esperado um aumento de U$ 4.1 bilhões nos lucros ainda este ano e estimados U$ 12.7 bilhões para 2018. Mostrando que investir em publicidade nesta mídia será o futuro para a emissora. 

A CBS não será a única. The New York Times, Buzzfeed, AOL, Yahoo e várias outras planejam seguir o mesmo caminho.
“Com a crescente demanda por conteúdos online, as empresas buscam novas formas de explorar esse mercado. Assim, cada vez mais conteúdo será gerado com foque nos vídeos sob demanda. E assim, atrair mais patrocinadores para aumentar a margem de lucro com esse tipo de conteúdo.” – afirma o Business Insider
No entanto há empecilhos no caminho, como a Netflix ou Amazon Prime, que possuem conteúdo online sem precisar de propagandas para lucrar, já que ambas usam a modalidade por assinatura. Assim, para alguns consumidores, não ter que lidar com vídeos recheados de propagandas deverá ser mais interessante.

Atualmente as empresas lucram U$ 4.52 bilhões com demanda por vídeos em computadores e U$ 1.44 bilhão em smartphones e tablets. Porém, isso deverá mudar em breve, já que o foco atual são os dispositivos móveis. É esperado que até 2018 o lucro com dispositivos móveis seja igual ou superior ao obtido com PCs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário