segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Plano de marketing da Xiaomi pode ser "roubar" clientes da Apple


A Xiaomi lançou recentemente o Mi Note Pro, um dispositivo com tela de 5,7 polegadas,processador Snapdragon 810 octa-core 64 bits e 4GB de memória RAM. No entanto, uma peculiaridade deste aparelho é que ele traz dois slots para cartão SIM: um micro e um nano. Com isto, a empresa pode fazer com que diversos usuários do iPhone (de diferentes gerações) possam fazer a troca de aparelho com mais facilidade.
Planejando uma estratégia de marketing ainda mais agressiva para cima dos consumidores da Apple, a Xiaomi deve lançar também um aplicativo na App Store cuja função é sincronizar rapidamente a sua lista de contatos e mover seus principais dados para um novo smartphone da Xiaomi. Este, no entanto, é apenas um rumor e a empresa ainda não confirmou que está desenvolvendo um app do tipo para iOS.
De acordo com o diretor de desenvolvimento de mídia da Xiaomi, a empresa poderá, em breve, lançar um novo programa de trocas onde proprietários do iPhone 5S (ou de modelos mais antigos), em bom ou mau estado de conservação, poderão trocá-lo por u Mi Note diretamente. Os donos de modelos mais recentes do iPhone poderão trocá-lo por um Mi Note Pro gratuitamente.
Se algum dia o plano da Xiaomi de "dominar o mundo" funcionar, na prática, muita coisa vai mudar no atual mercado. No entanto, apesar de já ter um certo reconhecimento do público, ainda existe um pouco de preconceito com fabricantes chinesas como a Xiaomi, coisa que só deverá acabar com o passar do tempo.
Somente no último ano, a Xiaomi enviou 61,1 milhões de smartphones, (mais que) triplicando o volume de dispositivos enviados por ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário