segunda-feira, 17 de agosto de 2015

O que as mulheres mais conectadas pensam sobre a publicidade?


O núcleo de inteligência do feminino Think Eva apresentou os resultados da pesquisa que desvendou o que parte do público feminino pensa sobre a publicidade. Divulgado nesta semana, o levantamento foi feito a partir de entrevistas com mais de mil mulheres “super conectadas e engajadas”. Os organizadores anunciam que o objetivo era descobrir como elas se relacionam com as mensagens veiculadas por anunciantes.

“A visão sobre o papel da mulher no mundo está evoluindo rapidamente ao longo dos últimos anos. Conectadas e organizadas em diversas comunidades, elas estão ampliando suas opções e assumindo imagens e papéis antes eram exclusivos aos homens”, afirmam as produtoras na apresentação do estudo.
Segundo a pesquisa, o principal sentimento em relação à publicidade é indiferença. Para 62,4% das respondentes, a publicidade desperta o sentimento de mesmice. Mesmo quando instigadas, 55,7% indicam não ter visto nenhuma propaganda que tenha chamado a atenção recentemente.
Além disso, o desejo mais expressado entre as entrevistadas foi o de ver a comunicação mais inclusiva e que contemple suas necessidades. Dessa forma, 73,2% têm interesse em publicidade de tecnologia. Porém, 75,7% acreditam que as companhias se dirigem somente ao público masculino em suas mídias. Ao retratar mulheres, inteligência é a principal característica que as entrevistadas gostariam de ver na publicidade (85,8%), seguida por independência (72,3%).
De acordo com as representantes do Think Eva, as participantes da pesquisa são responsáveis por altos consumos de informações, produção de conteúdo e poder de disseminação online. “Sem medo de se expor, são formadoras e propagadoras de opiniões. Ou seja, são elas que, por meio de comunidades online e offline, estão desenhando as novas maneiras de estar no mundo como mulher, além de alternativas para a comunicação e mídia”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário