quinta-feira, 5 de novembro de 2015

O FIREFOX CRIA PROTEÇÃO CONTRA PUBLICIDADE INDEVIDA


O Firefox tornou disponível uma nova versão de seu browser com uma nova feature, ainda em versão Beta, que impede que o usuário seja perseguido em sua navegação por “publicidades não desejadas”. A versão 42, que pode ser baixada gratuitamente por qualquer interessado, traz o Tracking Protection, que bloqueia certos elementos de páginas. Assim, se você comprar um brinquedo pela internet, não será mais bombardeado por ofertas de brinquedos, desde que ative o sistema de proteção. Além de protegê-lo da propaganda não solicitada, o Tracking Protection, segundo um porta-voz da Fundação Mozilla, não armazena seus dados de navegação.
O objetivo da nova feature é evitar a carga de conteúdos de terceiros enquanto se navega. Isso ocorre, explica o desenvolvedor do browser, porque muitos websites têm acordo com terceiros — empresas que são distintas do site que o usuário está visitando — para prover dados, botões de redes sociais e mesmo publicidade. “Esses terceiros incluem elementos de páginas que podem gravar sua atividade de navegação para criar perfis sobre o internauta através de múltiplos sites”, diz o tutorial de apresentação do Tracking Protection, cuja função é justamente não deixar esses elementos de página perturbarem a vida do internauta.
Com essa feature, a Fundação Mozilla não pretende entrar na guerra dos bloqueadores de publicidade, segundo  declarações de um executivo ao jornal El Pais. O objetivo com o Tracking Protection é estabelecer um freio à quantidade de pontos de controle que o usuário sofre enquanto navega. E de uma forma simples, pois ativando ou desativando o Trackin g Protection, o usuário poderá passar de uma navegação pública para privada e vice-versa, podendo, ele próprio, decidir se quer ou não ver publicidade correlata à sua navegação. Ou seja, a decisão é colocada na mão do usuário e não engessada em uma feature. (Com noticiário internacional e assessoria de imprensa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário